• Agroindústrias de SC pedem apoio do governo para subsidiar frete do milho


    O governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira vai encaminhar ao governo federal uma solicitação pedindo apoio para subsidiar os preços do frete do milho no Estado.
    “Hoje, 70% dos custos de produção de suínos e aves em Santa Catarina são formados a partir do preço do milho e do farelo de soja. O abastecimento de grãos é fundamental para manter a competitividade do produto catarinense”, disse, em comunicado, Moreira.
    Além de subsídios para o preço do milho, o governador também solicitará à União melhorias na aduana de Dionísio Cerqueira, importante rota de escoamento do grão.
    Com uma produção que gira em torno de três milhões de toneladas de milho por ano e um consumo de sete milhões de toneladas para alimentação de suínos e aves, Santa Catarina é o maior importador nacional do grão. E boa parte desse milho vem de caminhão do Centro-Oeste, com distâncias que chegam a dois mil quilômetros.
    “Os investimentos do Governo Federal foram feitos para exportar grãos e não para abastecer as agroindústrias. A produção de grãos está no Centro-Oeste e a produção de carnes está no Sul, aqui está a necessidade de subvenção ao frete”, afirma o presidente da Associação Catarinense de Avicultura (ACAV), José Antonio Ribas Júnior. (Datagro)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário