• "febre do Nilo Ocidental" doença que ataca equinos chega ao Brasil

    Nesta quinta-feira (28), o Brasil Rural conversou com o veterinário e diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Guilherme Marques. Ele fala sobre uma doença grave, a "febre do Nilo Ocidental", que não se manifestava no Brasil desde 2014.
    Com sintomas parecidos com os da dengue, a doença acomete os equinos e tem preocupado as autoridades sanitárias do país. Até agora, a febre do Nilo Ocidental foi detectada apenas no estado do Espírito Santo.
    “Não há transmissão do cavalo para o homem, nem do cavalo para outro cavalo. O animal é o fim de linha, ele é a vítima do processo. A transmissão se dá através de insetos, assim como tem outras enfermidades, também transmitidas por insetos, no caso do cavalo como no caso da anemia infecciosa equina. O inseto se contamina se alimentando de aves”, esclarece o veterinário. 
    O diretor explica que as autoridades sanitárias permanecem em alerta em todo o Brasil, aumentando a vigilância e orientando os criadores de cavalo. Ele ressalta que a doença não tem nenhum impacto na área da agricultura. 
    "Todo caso de ocorrência de enfermidade deve ser reportado às autoridades sanitárias existentes nos estados ou na União. O Ministério da Agricultura está presente em todos os estados. E essa forma de notificação pode ser dar por diversas maneiras, através do telefone por discagem direta gratuita ou agora recentemente nós implantamos um aplicativo para celular", destaca. 
    O aplicativo é o pec.saudeanimal, que é focado em animais de produção e pode ser baixado nas lojas de aplicativos dos celulares.
    O Brasil Rural vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 5h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional AM Rio; sábado, às 5h, pela Rádio Nacional do Alto Solimões e, às 7h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional da Amazônia.
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário