• Programa Troca-Troca de Sementes completa 30 anos financiando safras de milho e sorgo no RS

    Os 30 anos do programa Troca-Troca de Sementes, celebrados este ano, foram marcados com um ato durante o 38º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, promovido pela Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), na Assembleia Legislativa. Para destacar a continuidade do programa de Estado criado em 1988, o secretário do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Tarcisio Minetto, assinou termo de cooperação para adesão ao programa com o prefeito de Garibaldi, Antonio Cettolin, que assumiu a presidência da Famurs. Na safra 2018-2019, o Troca-Troca vai beneficiar 58.518 agricultores, com 170.220 sacas de milho.
    "O Rio Grande do Sul tem uma demanda de aproximadamente 6,5 milhões de toneladas de milho ao ano e produção abaixo de 5 milhões de toneladas", comentou Minetto. "A cada safra, o Troca-Troca representa a disponibilidade de sementes a baixo custo para plantio em 25% da área de milho, assim o Estado acaba financiando uma safra cheia a cada quatro anos", disse.
    Acompanharam o ato de assinatura o vice-governador, José Paulo Cairoli; o presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva; o secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Odacir Klein; e o ex-presidente da Famurs Salmo Dias de Oliveira. Durante o congresso dos municípios, a SDR recolheu assinaturas de prefeituras que manifestaram interesse em receber as sementes de milho e sorgo para esta safra. O termo de cooperação tem validade de cinco anos.
    Estímulo à produção
    O programa Troca-Troca leva ao campo sementes de milho e sorgo com subsídio de 28%. Com essa ação, o Estado estimula o aumento da produção e da produtividade, gerando desenvolvimento e qualidade à vida dos agricultores, fixando-o no meio rural e garantindo sustentabilidade ao setor.
    Texto: Itamar Pelizzaro/SDR
    Edição: Gonçalo Valduga/Secom
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário