• Sebo bovino está custando 4,1% mais que no mesmo período de 2017

    Apesar de, sazonalmente, o preço do sebo ser menor entre julho e setembro, até o momento, as empresas conseguem manter a oferta regulada a demanda e, assim, as cotações estão estáveis.
    No Brasil Central, segundo levantamento da Scot Consultoria, a gordura animal está cotada, em média, em R$2,10/kg, livre de imposto, estabilidade há 75 dias. Porém, frente ao mesmo período do ano anterior, houve valorização de 4,1%.
    No Rio Grande do Sul, o produto está cotado, em média, em R$2,25/kg, nas mesmas condições.
    Para o curto prazo, a expectativa é de que a oferta ajustada a demanda mantenha o mercado com os preços andando de lado. (Scot Consultoria)
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário