• Últimas doses de sêmen de cavalo mais caro da história, morto em 2017, vão a leilão


    Cabanha Santa Edwiges, de São Lourenço do Sul, fará remate para liquidação do plantel, incluindo o material genético do garanhão Equador de Santa Edwiges.



    O cavalo Equador de Santa Edwiges fez história ao ser vendido por R$ 6,97 milhões, valor recorde para a raça crioula, em 2017. Cerca de um mês após a venda, sua inesperada morte (foi acometido por uma infecção aguda no cólon) causou comoção. Pois um remate marcado para fevereiro do ano que vem colocará à venda doses de sêmen do animal, juntamente com o plantel da Cabanha Santa Edwiges, tradicional criatório da raça de São Lourenço do Sul.


    – Vamos vender, a princípio, 20 coberturas do Equador de Santa Edwiges no início do leilão, pela relevância do animal. Serão o carro-chefe. Estimo que teremos maior valor da história da raça nessas doses – projeta Marcelo Silva, da Trajano Silva Remates, leiloeira que conduzirá o negócio.

    Parte desse otimismo está ancorada no currículo do cavalo, que foi o mais jovem garanhão a ter o registro de mérito da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) – pela pontuação que foi acumulando ao longo dos anos ao produzir filhos. Era pai de vencedores como JA Libertador, primeiro bicampeão do Freio de Ouro, JA Impecável, Freio de Bronze, e JA Impulso, Reservado Grande Campeão da Expointer.

    Silva cita ainda outro destaque do leilão que irá liquidar o plantel da cabanha: a fêmea Bonita de Santa Edwiges, campeã do Freio de Ouro em 2007. Aliás, a propriedade acumula no seu histórico 17 títulos do Freios de Ouro, principal competição da raça crioula.

    O remate de liquidação total, com 147 lotes à venda, está marcado para 12 de fevereiro, às 13h, no Tattersal do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.


    Fonte: GaúchaZH





  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário