Raça Poll Dorset iniciará certificação de carne no Rio Grande do Sul

1 de novembro de 2018

Tags:3 Pátrias




Considerada uma das melhores carnes ovinas do mundo, entre as raças ovinas, por conta do seu marmoreio entre as fibras, muito requisitada pelos principais chefs europeus, a Poll Dorset é uma raça desenvolvida há 70 anos, na Austrália a partir de base de animais de origem inglesa.



O Poll Dorset é um ovino de tamanho médio a grande de constituição robusta, produzindo bem no sistema extensivo ou no semi-intensivo. Os cordeiros apresentam rápido crescimento, atingindo mais de 30 kg ao desmame e o rendimento de carcaça chega a valores entre 54% até 60% com mais carne e menos gordura. Produz boa qualidade de lã, espessura fina de 27 a 32 micra, características importantes para os lanifícios e com boa aceitação no mercado.


A certificação será realizada pelo Núcleo de Criadores de Poll Dorset Sul, e promete bonificar em até 10% acima do preço de mercado, se enquadrando para certificação animais com o mínimo 50% de genética Poll Dorset em cruzamentos com raças ovinas de carne ou lã. Os abates experimentais, em fase adiantada, estão sendo feitos no Frigorífico Coxilha Vermelha, em Alegrete – RS, habilitado para venda em todo o Brasil.



Outro destaque é o modelo de compra dos animais, que será feito direto pelo Núcleo e não por venda direta ao frigorifico, isso permite o criador se programar, recebendo pelo peso de balança de mercado combinado e as bonificações após o abate.



Ainda sobre a raça:





Conhecida e respeitada pela sua dupla aptidão, o Dorset conquistou a admiração de criadores e consumidores pela qualidade da carcaça e pela finura da lã. Os maiores produtores mundiais de carne ovina (Austrália, Nova Zelândia, EUA e África do Sul) têm a base de seus rebanhos nessa qualificada raça.



O cruzamento de rebanhos com a raça Poll Dorset imprime melhorias, principalmente:



Excelentes índices de partos múltiplos;



Facilidade de parto;



Melhoria na carcaça, com um comprimento de lombo maior;


Rusticidade e resistência aos variados tipos de clima;

Capacidade de terminação de cordeiros para abate. (Agropress)

Ao Vivo - Rádio Carazinho